Artigos

O que é Body Talk e como essa técnica pode ajudar na melhoria da saúde física, mental e emocional

O Sistema Bodytalk

O Sistema Bodytalk foi criado pelo australiano Dr. John Veltheim – acupunturista, quiroprata, reikiano, filósofo e professor, especialista em osteopatia e bioenergética – em meados da década de 90. Este sistema baseia-se na ampla e integral visão do complexo corpo-mente, vendo este como unidade inseparável. Fundamenta-se nos conhecimentos orientais milenares, como a medicina ayurvédica e a medicina tradicional chinesa, e na ciência moderna ocidental – psiconeuroendocrinoimunologia e Teoria de Sistemas Dinâmicos da Física Quântica.

Um dos princípios básicos do Bodytalk é o fato de todo ser humano possuir uma capacidade inata de autocura. É possível verificar essa capacidade quando nos cortamos e observamos nosso organismo entrar em atividade e coordenar uma série de informações no intuito de curar aquela lesão (estancando o sangue e iniciando o processo de cicatrização).

Contudo, essa capacidade inata do organismo somente realiza a autocura em seu potencial máximo, quando todas as partes e sistemas do organismo encontram-se em harmonia. Em razão da correria do dia-a-dia, do estresse, de traumas, de uma alimentação não balanceada, de estilos de vida não saudáveis, do sedentarismo, dentre outras, são formados bloqueios na comunicação entre estas partes e sistemas, impedindo que o organismo viva em equilíbrio e harmonia. Este bloqueio na comunicação de todo o complexo corpo-mente reflete no corpo do indivíduo sintomas físicos, psíquicos e emocionais.

A Técnica

Através do biofeedback neuromuscular (realizados por leves toques na região do punho direito ou esquerdo), o Bodytalk possibilita o acesso à sabedoria inata do corpo do paciente. Permite, assim, que a comunicação necessária dentro do complexo corpo-mente seja estabelecida e trazida à consciência após leves toques feitos na cabeça (cérebro) e no esterno (complexo do coração) do paciente.

A comunicação harmoniosa desenvolvida durante a sessão permite um sentido de integridade e conexão entre as variadas partes e sistemas do organismo do paciente. A habilidade natural de cura, saúde e bem-estar, nos níveis mental, físico e emocional, é restabelecida e acelerada.

A Sessão

O Terapeuta Bodytalk faz perguntas ao corpo do paciente, por meio do teste muscular, com a intenção de verificar quais sistemas e/ou partes necessitam de uma melhor comunicação no organismo. Uma vez determinada as partes, leves toques são realizados na cabeça e no esterno para que a comunicação possa ser restabelecida e, assim, o corpo tenha capacidade de trabalhar em seu potencial máximo de consciência e autocura.

Da mesma maneira que as pessoas são diferentes, todas as sessões também o são. Os “sintomas” apresentados pelo paciente são resultados de uma combinação de inúmeros fatores que interagem ao longo da vida. O próprio corpo do paciente é quem diz o que está pronto para ser trabalhado, ou seja, nem o terapeuta nem o paciente estabelecem as prioridades da sessão. Com isso, cada paciente tem em seu processo um ritmo particular, sem sobrecargas. A consulta seguinte é estabelecida no dia e como conseqüência da sessão que está sendo feita.

Indicações

O Bodytalk é indicado para todas as idades, inclusive em vida intra-uterina, por meio do teste muscular realizado no punho materno com foco no bebê, garantindo o desenvolvimento gestacional saudável. O importante aqui não é limitar o conceito acima descrito para nomes de doenças ou sintomas que podem ser trabalhados com o Bodytalk. No entanto, as experiências clínicas têm demonstrado que quando os sistemas e partes integrais do organismo encontram-se em equilíbrio, há uma melhora bastante significativa em todas as condições, tais como:

· Doenças mentais ou desequilíbrios emocionais, como o estresse;

· Desordens de aprendizagem;

· Dores musculares, estruturais oriundas de doença orgânica;

· Quadros de dores crônicas;

· Doenças neurológicas e seus sintomas;

· Doenças congênitas e hereditárias;

· Doenças imunológicas, viroses, bactérias, alergias e intolerâncias;

· Tem grande auxílio no desenvolvimento fetal e conexão durante o processo gestacional;

· Promove melhoras nos relacionamentos interpessoais;

· Amplia o autoconhecimento e a atuação do próprio indivíduo na sua saúde;

· Ajuda a entender sobre o processo da doença, o potencial de cura e até mesmo a morte do ser e sua passagem.

Bruna Scafuto Coutinho Garcia
CBP- Terapeuta Certificada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *